Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

TORNANDO ORGANISMOS RESISTENTES ÀS INFECÇÕES VIRAIS

TORNANDO ORGANISMOS RESISTENTES ÀS INFECÇÕES VIRAIS

Edição Vol. 3, N. 15, 31 de Agosto de 2016

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2016.09.01.002

Hoje em dia ouvimos muitas notícias sobre bactérias super-resistentes. Mas, o que são essas bactérias? Como elas tornaram-se super bactérias que não morrem sob o ataque de potentes antibióticos? Isso se deve à transferência de genes entre os organismos resistentes para os sensíveis, ou não resistentes. E, essa solução, uma pesquisa básica, pode salvar indústrias de biotecnologias que produzem medicamentos, empregos e renda. É a aplicação da ciência básica que salva uma nação!

Cientistas da Universidade de Yale descobriram uma nova maneira de combater a contaminação viral de bio-fábricas que produzem um número crescente de drogas, produtos químicos e combustíveis.

O novo método envolve a recodificação de organismos, isto é, mudando seu código genético, de maneira que impeça a eles de realizarem a transferência horizontal de genes – que é um mecanismo pelo qual os vírus usam para infectar e sequestrar a maquinaria celular para se reproduzirem (Figura 1). O estudo foi publicado na revista científica Cell System (1).

Screen Shot 2016-09-01 at 3.09.21 PM 

Figura 1: Esses fragmentos de DNA de doadores resistentes podem conter genes de resistência aos antibióticos (por exemplo, mas podem ser a outros medicamentos) podendo então fazer com que as bactérias que antes eram sensíveis aos antibióticos ou outros medicamentos expressem o gene de resistência, recém-adquiridos pela transferência gênica.

 Screen Shot 2016-09-01 at 3.09.29 PM

Figura 2: Modelo de transferência gênica de uma bactéria para uma célula eucariótica, humana.

A contaminação viral é um problema comum para muitas indústrias farmacêuticas e químicas e levou, em 2009, ao desligamento da planta Genzyme que produzia medicamentos órfãos para doenças raras.  Para se ter uma ideia a Genzyme é uma empresa norte-americana do ramo de biotecnologia fundada em 1981. Trata-se de uma das maiores empresas do mundo na área de biotecnologia farmacêutica. Possui produtos em mais de cem países. Foi comprada pela Sanofi-Aventis. _ um fato interessante, na área de pesquisa, o Instituto Nanocell através do Prof. Rodrigo Resende e seu grupo, venceu em 1º. Lugar o Prêmio Inovação Medical Services (veja mais em Prêmio Medical Services).

Os cientistas, Prof. Dr Farren Isaacs e Profa Dra Natalie Ma recodificaram a bactéria E. coli, uma bactéria comum do nosso intestino, com um código genético alternativo que impede sua infecção por vírus. O estudo demonstrou que as células recodificadas conferiram resistência a múltiplos vírus e podem ser amplamente adotadas em aplicações de biotecnologia, para maior segurança e estabilidade de organismos geneticamente modificados.

Fonte: Bill Hathaway, da Universidade de Yale

Referência

1.Ma NJ, Isaacs FJ. Genomic Recoding Broadly Obstructs the Propagation of Horizontally Transferred Genetic Elements. Cell systems. 2016;3(2):199-207.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>