Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

RESENHA: A Síndrome E – Franck Thilliez

RESENHA: A Síndrome E – Franck Thilliez

Samara Rabelo Medeiros

Pesquisadora e autora do blog Infinitos Livros (http://www.infinitoslivros.com/)

Edição Vol. 2, N. 17, 8 de Setembro de 2015

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2015.09.08.007

livro-sindrome-e Título: A Síndrome E

Título Original: Le Syndrome E

Autor: Franck Thilliez

Ano de lançamento: 2010

Ano de lançamento no Brasil: 2013

Editora: Intrínseca

Número de páginas: 368

Sinopse skoob:

Um estranho caso vem atrapalhar as férias de verão de Lucie Hennebelle, tenente de polícia em Lille. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir a um filme mudo, anônimo, com um roteiro enigmático, concebido por uma mente doentia. Simultaneamente, o comissário Franck Sharko, veterano da Divisão de Homicídios e analista comportamental na Divisão de Repressão à Violência, passa por um tratamento na tentativa de curar a esquizofrenia.

No norte da França, cinco cadáveres não identificados foram encontrados sepultados a dois metros de profundidade mutilados de maneira atroz e em estado de decomposição avançada e Sharko cede ao chamado da aventura. Enquanto Lucie descobre os horrores escondidos no estranho filme, um misterioso informante do Canadá aponta-lhe o elo entre aquele rolo e os cinco cadáveres.

Um único e mesmo caso, graças ao qual Lucie e Sharko, tão diferentes e ao mesmo tempo tão próximos em sua concepção do ofício, irão se encontrar. Das favelas do Cairo aos orfanatos do Canadá nos anos 1950, os dois colegas irão se deparar com um mal desconhecido, batizado como “síndrome E”. Uma realidade assustadora que revela como o ser humano pode ser capaz das maiores atrocidades.

*****

Achei esse livro por acaso quando estava fazendo uma compra na Amazon. Como sou louca por romance policial, não perdi tempo e adicionei logo ao carrinho! Só quando já estava lendo foi que descobri que esse livro faz parte de uma série com o policial Franck Sharko e que A Síndrome Efoi o terceiro livro dessa série publicado na França.

Procurei mais a respeito e vi que os dois primeiros livros não foram lançados no Brasil ainda, tendo sido A Síndrome E o primeiro por aqui. Intrínseca, por favor, por que isso?? Custa publicar os livros na ordem em que foram lançados lá fora? Tudo bem que todos têm uma estória fechada, mas aconteceram coisas na vida de Sharko nos primeiros livros e ficamos boiando nesse terceiro. A parte policial é realmente iniciada e concluída, mas e o resto? Já que o autor incluiu a vida pessoal do policial na estória, eu gostaria de ter entendido o início.

Agora o quarto livro, Gataca, foi lançado aqui e nada do primeiro e segundo ainda. Se alguém consegue entender porque as editoras fazem isso, podem fazer a gentileza de me explicar????

 

Bom… mas e quanto ao livro?

 

Quando bati o olho na sinopse, a primeira coisa que pensei foi: isso é uma mistura de Ensaio Sobre a Cegueira e O Chamado??

Mas na verdade não tem nada a ver nem com uma coisa, nem com a outra, obviamente. Eu confesso que encontrei algo muito diferente do que esperava, mas isso não foi algo ruim, absolutamente.

Acho que eu esperava algo mais parecido com os livros de Robin Cook, que tem uma pegada policial mais voltada para a medicina e biologia – já que Cook é médico de formação. Sim, A Síndrome E tem uma pegada nesse sentido, mas isso é a primeira camada de muitas que virão por baixo.

Acabou se mostrando um livro denso, pesado e complexo, com muitas ramificações. De neurociência a teorias da conspiração. Mas claro que não vou me estender nesse ponto para não soltar nenhum spoiler.

Com personagens muito bem construídos e uma trama muito bem amarrada, o livro me conquistou depois de algumas páginas e eu não conseguia mais soltar até o fim, quanto mais e mais perguntas eram feitas, algumas respostas eram dadas e mais e mais coisas eram desenterradas.

Uma mistura de cinema, estudos de imagens, neurociência e, como se não bastasse, a interferência militar.

Como bióloga e pesquisadora fiquei muito curiosa para saber quais informações do livro não passavam de ficção e quais realmente tinham um fundo de verdade. Nunca estudei neurociências, além do básico necessário para minha formação, e o que sei sobre o cérebro não passou das aulas de anatomia da faculdade. Mas fiquei querendo saber mais. Será possível mesmo fazer o que fazem no livro ou foi pura viagem e extrapolação?

Com muita mentira e intriga, achei que seria perfeito para o tema de abril do Desafio Literário Skoob que era exatamente um livro com Mentira e enganação.

Se você quer um livro empolgante e com um mistério interessante, pode pegar esse livro! Já estou com o segundo volume – que na verdade é o quarto, como eu disse acima – para engatilhar aqui! Super recomendo para os amantes de romance policial

*Resenha postada originalmente no blog Infinitos Livros (www.infinitoslivros.com)

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>