Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

O QUE PAPAI COME PODE FAZER COM QUE SEUS FILHOS SEJAM OBESOS NA VIDA ADULTA

O QUE PAPAI COME PODE FAZER COM QUE SEUS FILHOS SEJAM OBESOS NA VIDA ADULTA

Vol. 1, N. 14, 14 de Julho de 2014
DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2014.07.14.005

Há tempos sabemos que a dieta da mãe influencia diretamente a saúde de seu bebê, claro, porque é a mãe que carrega o filho em sua barriga. Mas, e o papai? Será que a dieta do pai também influencia se seu filho será gordinho ou gordinha durante a vida adulta? É o que sugere uma nova pesquisa que pais obesos causam a expressão gênica alterada no pâncreas e na gordura de seus filhos, possivelmente levando a diabetes, obesidade, doenças crônicas degenerativas e envelhecimento precoce.

Pesquisa envolvendo ratos sugere que há uma ligação biológica entre a dieta do pai, peso corporal e saúde no momento da concepção e afeta diretamente a saúde de seus filhos. Em um novo artigo publicado online na revista científica The FASEB Journal, os cientistas mostram que se ratos machos consumiram uma dieta rica em gordura, tinham diabetes e eram obesos, sua prole (filhos) tinha a expressão gênica (isto é, as moléculas que comandam todas as funções de nosso corpo) alterada em dois tecidos metabólicos importantes – o pâncreas e o tecido gorduroso (ou adiposo), mesmo se os pais ainda não fossem obesos (Figura 1). Esta expressão alterada dos genes pode aumentar o risco de obesidade futura e envelhecimento prematuro dos filhos. Outros genes que foram afetados incluem marcadores de envelhecimento prematuro, câncer e doença crônica degenerativa (1).

pai-filho-obeso

Figura 1: A alimentação e a saúde do pai, independente da saúde da mãe, pode fazer com que os genes (as moléculas que comandam todas as funções de nosso organismo) sejam expressos de maneira que pode levar à obesidade, ao diabetes e à doenças crônico-degenerativas nos filhos.

O grupo liderado pela Professora Dra Margaret J. Morris da University of New South Wales, em Sydney, na Austrália, voltaram-se para uma perspectiva diferente do que se fazia há muito tempo. Enquanto os outros cientistas se concentraram em como a dieta da mãe afeta a saúde das crianças, este estudo fez uma parte excitante a se explorar, qual o impacto que a dieta paterna pode ter em relação ao risco de provocar obesidade em seus futuros filhos. O fato de que marcadores gênicos semelhantes foram afetados tanto no pâncreas quanto no tecido adiposo da prole nos diz que algumas das mesmas vias de sinalização, ou dos mesmos caminhos, estão sendo influenciados, possivelmente, desde as primeiras fases da vida. Será importante acompanhar estes resultados para saber mais sobre quando e como intervir para reduzir o impacto da falta de saúde metabólica paterna sobre os filhos.

Para fazer esta descoberta, Morris e seus colegas usaram dois grupos de ratos machos, um dos quais era obeso e diabético e alimentados com uma dieta rica em gordura; e o outro rato era magro e saudável e alimentado com uma dieta normal. Os dois grupos de machos foram acasalados com fêmeas magras, e os pesquisadores examinaram os seus descendentes do sexo feminino. Aquelas ratinhas que nasceram de pais obesos com uma dieta de alto teor de gordura mostraram uma fraca capacidade em responder a um teste de tolerância à glicose (que consiste no paciente tomar um copo grande de água contendo 75 g de glicose diluída e dosar sua glicemia) mesmo consumindo uma dieta saudável. Especificamente, as descendentes dos ratos obesos mostraram alterações na expressão de genes nas ilhotas pancreáticas, que são responsáveis ​​pela produção de insulina para controlar os níveis de glicose no sangue e o tecido gorduroso da sua descendência feminina.

Por muito tempo, sabemos que o estado nutricional e de saúde das mulheres que estão grávidas ou que querem engravidar é fundamental para a saúde de seus filhos, e também suspeitamos que o mesmo é verdade para os pais, porém em menor grau. Esta pesquisa é o primeiro passo na compreensão de como a nutrição e a saúde dos pais afetam os filhos, para melhor ou para pior.

Glossário

Teste de tolerância à glicose:consiste na coleta de sangue em jejum e na coleta de uma outra amostra de sangue 2 horas após a ingestão de um copo grande de água contendo 75 g de glicose diluída. Deve ser feito quando o paciente apresenta uma glicemia de jejum maior que o normal mas ainda menor que o nível necessário para o diagnóstico de diabetes – ou seja, quando a glicemia de jejum é maior ou igual a 100 mg/dL e menor que 126 mg/dL)

Referência

1. Ng SF, Lin RC, Maloney CA, Youngson NA, Owens JA, Morris MJ. Paternal high-fat diet consumption induces common changes in the transcriptomes of retroperitoneal adipose and pancreatic islet tissues in female rat offspring. FASEB J. 2014 Apr;28(4):1830-41. PubMed PMID: 24421403. Epub 2014/01/15. eng.

Print Friendly
  • O QUE PAPAI COME PODE FAZER COM QUE SEUS FILHOS SEJAM OBESOS NA VIDA ADULTA
  • 1
  1. luiz henrique roff disse:

    OLA MEU NOME É HENRIQUE “” SOFRI UM ACIDENTE DE MOTO FRATUREI A C5C7 A 5 ANOS ,POREM RECUPEREI TOTALMENTE MEUS BRAÇOS ATE TOCO UM POU DE VIOLAO,FAÇO FISIOTERAPIA COM UM PROFICIONAL TODOS DIAS DA SEMANA\ CEDIDO PELO PROVOCADOR DO ACIDENTE! FICO DE PÉ COM AJUDA DE TUTORES, SOU 75% INDEPEMDENTE E GOSTARIA MUITO DE FAZER PARTE DAS PESQUISAS E TRATAMENTO!!! DEZDE JA MUITO OBRIGADO ATT HENRIQUE,,,,

    28/março/2016 ás 15:12

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>