Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

O QUE É O EFEITO TYNDALL? Entenda A Diferença Entre Soluções E Suspensões

O QUE É O EFEITO TYNDALL? Entenda A Diferença Entre Soluções E Suspensões

Rebecca Vasconcellos Botelho de Medeiros, Rodrigo R. Resende, Saulo Robério Rodrigues Maia

Edição Avulsa (Alô, Escolas!) Vol. 2, N. 7, 19 de Fevereiro de 2015

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2015.02.19.006

Hoje em dia, para mim, o laser se tornou uma ferramenta indispensável durante as apresentações de trabalho. Mas teve uma época em que o apontador a laser virou uma febre entre a moçada. A diversão era ficar escondido, apontando o laser nas roupas das pessoas e escondendo para que não conseguissem nos ver. E, algumas vezes, podíamos ver direitinho o trajeto percorrido pelo feixe de luz. Sabe por que isso é possível? É o chamado Efeito Tyndall. O Efeito Tyndall ocorre quando há a dispersão ou o ato de esparramar a luz pelas partículas coloidais _ partículas muito pequenas que estão em suspensão no ar ou no líquido, neste caso, no ar _, possibilitando a visualização do trajeto da luz, já que estas partículas dispersam os raios luminosos. Essas partículas dispersas na solução coloidal possuem o diâmetro médio entre 1 e 100 nm (veja sobre nanomateriais em http://www.nanocell.org.br/proteina-corona-um-desafio-para-o-uso-de-nanoparticulas/) (1, 2).

Podemos observar este efeito no dia a dia quando a luz solar passa por uma fresta e vemos as partículas de poeira dispersas no ar, ou quando a luz dos faróis dos carros atravessam as gotículas de água da neblina.

Na Figura 1, o líquido presente no recipiente A é uma solução, enquanto o presente em B se refere a uma suspensão, isso explica os diferentes comportamentos. Ou seja, as partículas que estão presentes na solução são muito pequenas, se referem a íons, átomos ou moléculas. Já as partículas que compõem a solução B são denominadas suspensões coloidais ou simplesmente coloides. Estas são grandes o suficiente para serem vistas a olho nu e por isso elas possuem capacidade para refletir e dispersar a luz. Portanto, a luz incidente é perceptível em razão das partículas que a reflete.

 tyndall

Figura 1: Desvio do laser pelo efeito Tyndall. Em A uma solução, em B, uma suspensão coloidal. (imagem: brasilescola.com)

Material necessário

  • 3 Copos transparentes de mesmo volume
  • Apontador a laser com feixe de luz bem estreito
  • Amido de milho
  • Cloreto de sódio, ou sal
  • Gelatina incolor
  • Pedaço de cartolina preta de 10 cm x 10 cm

Passo-a-passo

1º Dissolver uma colher de chá de gelatina incolor em um copo de água morna e aguarde esfriar;

2º Misture uma colher de chá de amido de milho em outro copo de água à temperatura ambiente;

3º Misture uma colher de chá de cloreto de sódio em outro copo de água à temperatura ambiente;

4º Posicionar a cartolina e o feixe de luz em lados opostos a cada um dos copos;

5º Acenda o feixe de luz e observe tanto a trajetória da luz quanto a marca que ela produz na cartolina preta.

Referências

1. Resende RR. PRODUÇÃO DE NANOMATERIAIS AUTO-ORGANIZÁVEIS: Novo método permite a produção de nanomateriais com forma de bolachas finas. Nanocell News. 2014 08/05/2014;1(15):7. Epub 08/04/2014.

2. Goulart VAM, Resende RR. PROTEÍNA CORONA: um desafio para o uso de nanopartículas. Nanocell News. 2013 11/21/2013;1(3). Epub 11/21/2013.

3. Maia, SRR. et. al. MANUAL DE AULAS PRÁTICAS DE UM LABORATÓRIO DE QUÍMICA COM MATERIAIS ALTERNATIVOS. Subprojeto PIBID/Química/FAEC-UECE, 2013.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>