web analytics

Lucas Felipe de Oliveira1

1 Laboratório de Fisiologia, Instituto de Ciências Biológicas e Naturais – Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM, Uberaba, MG, Brasil

Edição Vol. 6, N. 10, 25 de Outubro de 2019

Figura 1: Amamentação. Fonte: Imagem de Gdakaska por Pixabay

O leite materno é a única fonte de nutrientes dos filhotes nos primeiros momentos da vida, e o processo de amamentação compreende um estágio indispensável no início da vida dos mamíferos, crucial para a sobrevivência dos filhotes nos primeiros momentos após o nascimento.

A composição bioquímica do leite materno é constituída por carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, sais minerais etc., os quais garantem o suprimento nutricional necessário para o desenvolvimento físico e intelectual do filhote, importante para seu desenvolvimento normal.

Estudos mais recentes demostraram que, além dos componentes nutricionais essenciais ao desenvolvimento dos filhotes, o leite materno possui entidades celulares intactas, ou seja, tanto bactérias quanto células do organismo da mãe. As bactérias do trato gastrointestinal da mãe alcançam as glândulas mamárias através do sistema linfático, passam para o organismo do filhote junto do leite materno e vão então constituir a microbiota natural do trato gastrointestinal deste filhote. Já as células do organismo da mãe compreendem vários tipos celulares distintos, como linfócitos, células epiteliais e células tronco; e são capazes de atravessar o trato gastrointestinal dos filhotes e instalar-se nos mais variados órgãos, como fígado, baço, pulmão, medula óssea, sistema nervoso central, dentre outros, tornando-se células funcionais dos tecidos.

Pesquisas interessantes demonstraram que infecções ou outras alterações no organismo dos filhotes em período de amamentação provocam alterações na composição bioquímica e celular do leite produzido pela mãe, de forma a atender às necessidades do filhote. Em outras palavras, o leite materno é produzido de forma customizada para fornecer ao filhote exatamente o que ele mais necessita.

A transferência de células do organismo da mãe para o feto através da placenta durante a gestação é bem documentada, sendo este fenômeno denominado microquimerismo materno-fetal. A ocorrência deste processo através da amamentação foi descrita recentemente e suscitou a questão da sua função biológica. Afinal, que papel estas células maternas estariam desempenhando no organismo dos filhotes? Embora a questão acima ainda seja quase completamente desconhecida, sabe-se que as células presentes no leite materno são importantes para o amadurecimento normal do sistema imunológico dos filhotes.

Além de se conhecer a importância biológica da transferência de células da mãe para seu filhote, esta recente área do conhecimento fez surgir uma nova e interessante fonte de células tronco com potencial para utilização em terapias celulares. São células tronco de fácil obtenção, uma vez que dispensa o uso de técnicas invasivas para sua extração do organismo doador, e com importante potencial terapêutico, cuja capacidade de se diferenciar, por exemplo, em neurônios e células endoteliais já foi demonstrada.

Estudos ainda devem ser feitos para se investigar tanto o papel biológico destas células no organismo dos mamíferos em período de amamentação quanto o uso potencial destas células tronco presentes no leite materno em terapias para o tratamento das mais diversas doenças.

Fato é que todos, como bons mamíferos, somos constituídos, ainda que em pequena parte, por células adquiridas de nossas mães durante o período de amamentação. O vínculo entre mãe e filho é cada vez mais indiscutível!

Se você gostou desse texto ou tem uma curiosidade ainda não satisfeita entre em contato conosco por email (contato@nanocell.org.br) ou por alguma de nossas redes sociais.

REFERÊNCIAS

(1) Mehmet Şerif Aydın et. al. Transfer and integration of breast milk stem cells to the brain of suckling pups. Scientific Reports 8, 14289 (2018).

(2) Natalia Ninkina et al. Stem cells in human breast milk. Human Cell 32, 223-230 (2019).

admin_cms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Anuncie
Seja um parceiro do Nanocell News. Saiba como aqui.

Inscrição Newsletter

Deseja receber notícias de divulgação científica em seu e-mail?

Aqui você irá encontrar as últimas novidades da ciência com linguagem para o público leigo. É a divulgação científica para os brasileiros! O cadastro é gratuito!

Alô, Escolas!

Alô, Escolas! é um espaço destinado ao diálogo com as escolas, públicas e privadas, seus professores e alunos de todas as áreas (humanas, exatas ou ciências) do ensino médio e superior. A seção Desperte o cientista em você traz notícias, dicas de atividades e experimentos para uso em sala. Aqui você encontra também informações sobre a coleção de livros publicados pelo NANOCELL NEWS sobre ciências e saúde, e sobre o Programa Instituto Nanocell de Apoio à Educação.

Edições Anteriores

Curta a nossa página

css.php