Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

NOVAS POSSIBILIDADES PARA SE PERDER PESO

NOVAS POSSIBILIDADES PARA SE PERDER PESO

Edição Avulsa Vol. 2, N. 2, 30 de Outubro de 2014

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2014.10.30.001

Uma nova via de sinalização foi descoberta e com ela pode-se combater o excesso do peso corporal, ativando as células de gordura marrom.

Já imaginou perder peso sem fazer muito esforço? Esse é o sonho de 9 entre 10 pessoas. Comer o que quiser, doces, milkshake, churrasco, rodízio de pizzas, hum, que delícia! E, no dia seguinte, tomar um comprimido somente e nem precisar de subir na esteira e correr 10Km!

O número de pessoas com excesso de peso está aumentando muito em todo o mundo _ e, como resultado, maior é o risco de sofrer um ataque cardíaco, derrame, diabetes ou doença de Alzheimer (veja série sobre HIPERTENSÃO (1-3)). Por esta razão, muitas pessoas sonham com um método eficiente para se perder peso. Uma equipe internacional de pesquisadores liderada pelo professor Alexander Pfeifer, da Universidade Hospital Bonn, têm agora mais um passo para esse objetivo. Os cientistas descobriram uma nova maneira de estimular a produção de gordura marrom e, assim, queimar a energia dos alimentos: a própria adenosina do corpo ativa a gordura marrom e “queima” a gordura branca (veja mais em http://www.nanocell.org.br/quer-mudar-seu-tipo-de-gordura-de-uma-que-armazena-para-uma-que-emagrece-tremer-e-exercicios-fisicos-convertem-a-gordura-branca-em-gordura-marrom/(4) ou http://www.nanocell.org.br/voce-merece-um-treino-personalizado-treinamentos-intervalados-de-sprint-podem-beneficiar-mais-os-homens-do-que-as-mulheres/(5)).

Bom, vamos por partes.

Existem dois tipos diferentes de gorduras no corpo humano, uma que engorda e outra que emagrece. O tecido adiposo é o principal reservatório energético do organismo. Este tecido é o que armazena a gordura do nosso corpo. As células do tecido adiposo, os adipócitos ou células de gordura, possuem a capacidade de armazenar triglicerídeos (que são as moléculas que constituem todos os tipos de óleo de que nos alimentamos como, manteiga, óleo vegetal ou animal, frituras, etc) em quantidades correspondentes a 80- 95% de seu volume.

Existem dois tipos de tecido adiposo: o tecido adiposo branco ou a gordura branca e o tecido adiposo marrom ou gordura marron. Suas principais diferenças estão entre os adipócitos que os constituem (Figura 1), são eles:

 Slide1Figura 1: À direita, células de gordura branca e marrom. As mitocôndrias é que dão cor marrom a esta gordura e que geram calor, queimando os estoques de triglicerídeos, ou seja, a gota de gordura muito grande que ocupa a maior parte do citoplasma da célula de gordura branca. À esquerda, um exemplo do tecido adiposo de humano, branco e marrom, respectivamente, à esquerda e direita.

O adipócito branco ou célula de gordura branca, quando totalmente desenvolvido, ou seja, maduro, armazena os triglicerídeos em uma única e grande gota lipídica que ocupa a porção central da célula, deslocando o citoplasma, núcleo e demais organelas para a periferia. Apesar de apresentar volumes variáveis, os adipócitos brancos maduros são células grandes que podem alterar acentuadamente seu tamanho, conforme a quantidade de triglicerídeos acumulados, formando os incômodos “pneuzinhos”, por exemplo.

adipócito marrom ou célula de gordura marrom tem como principal característica ser termogênico, ou seja, regular a produção de calor e, consequentemente a temperatura corporal. Ao contrário do que se pensava nas últimas décadas, de que esse tipo de adipócito estava praticamente ausente em adultos, novos estudos científicos mostraram que a quantidade desse tecido em adultos não é tão pequena. As células de gordura marrom, que funcionam como um aquecedor desejável para converter o excesso de energia em calor. Se formos capazes de ativar as células de gordura marrom ou converter células de gordura branca em marrom, pode ser possível simplesmente derreter o excesso de gordura branca. Um artigo publicado anteriormente, aqui no Nanocell, explica como o frio pode ajudar a converter a gordura branca em marrom (4) (http://www.nanocell.org.br/quer-mudar-seu-tipo-de-gordura-de-uma-que-armazena-para-uma-que-emagrece-tremer-e-exercicios-fisicos-convertem-a-gordura-branca-em-gordura-marrom/).

O grupo do Prof Pfeifer, juntamente com uma equipe internacional da Suécia, Dinamarca, Finlândia, bem como do Helmholtz-Center Dresden-Rossendorf e da Universidade de Düsseldorf descobriu uma nova via de sinalização envolvendo a molécula sinalizadora adenosina, capaz de ativar as células de gordura marrom (6). A adenosina é normalmente liberada durante o estresse. Crucial para a transmissão do sinal da adenosina é o receptor de adenosina A2A (7).

A adenosina ativa o tecido adiposo marrom

Se a adenosina se liga aos receptores nas células de gordura marrom, a queima de gordura é estimulada de forma significativa. Antes se achava não ser possível que a adenosina ativasse a gordura marrom. Vários estudos com ratos e hamsters demonstraram que a adenosina bloqueia a gordura marrom.

No entanto, os pesquisadores da Universidade de Bonn não deixaram se iludir por esses achados anteriores. Em contraste, usando células de gordura marrom retirados de seres humanos durante a cirurgia, os cientistas investigaram a via de sinalização da adenosina para ativação da gordura. Os resultados mostraram que ratos e hamsters reagem de maneira diferente do que os seres humanos a esse respeito. A gordura marrom em camundongos, por outro lado se comporta exatamente como nos seres humanos (6).

“Queimando” a gordura branca pela adenosina

Além disso, a equipe de pesquisadores investigou a possibilidade de a adenosina transformar células de gordura branca em células de gordura marrom _ um processo chamado de “escurecimento” ou browning. As células de gordura branca normalmente não podem ser induzidas a queimar o excesso de gordura pela adenosina, simplesmente porque elas não têm o receptor A2A. Por esta razão, o grupo de cientistas transferiu o gene do receptor A2A de células da gordura marrom para células adiposas brancas em camundongos. Consequentemente, as células de gordura branca também têm receptores A2A e começaram a queimar a gordura produzindo energia (6).

A aplicação clínica ainda está longe

Como resultado, foi possível aos pesquisadores da Universidade de Bonn compreenderem o significado da adenosina para as células da gordura marrom em camundongos e seres humanos pela primeira vez. Através da administração de substâncias tipo adenosina, ou agonistas dos receptores A2A, os camundongos realmente perdem peso. No entanto, muitas questões a este respeito ainda precisam ser estudadas para se aplicar em humanos. Em tese, teria o mesmo resultado. Por esta razão, a aplicação clínica ainda está longe. Esse comprimidinho mágico nem é viciante e nem é contraindicado, mas ainda está em estudo. Advertimos também, que nem se sabe a dose para ser usada em seres humanos e que o melhor para a saúde são as atividades físicas. Uma caminha de 30 minutos, três vezes por semana, já é um bom começo! Então, pratique!

Referências

  1. Lacerda LHG, Resende RR. O QUE É HIPERTENSÃO? (1º Capítulo). Nanocell News. 2014 24/06/2014;1(13). Epub 24/06/2014.
  2. Lacerda LHG, Resende RR. O QUE É HIPERTENSÃO? (2º Capítulo). Nanocell News. 2014 09/01/2014;1(2). Epub 09/01/2014.
  3. Lacerda LHG, Resende RR. O QUE É HIPERTENSÃO? (3º Capítulo): Controlando o Colesterol! Nanocell News. 2014 09/10/2014;1(2). Epub 09/10/2014.
  4. Resende RR. QUER MUDAR SEU TIPO DE GORDURA DE UMA QUE ARMAZENA PARA UMA QUE EMAGRECE? Tremer e exercícios físicos convertem a gordura branca em gordura marrom. Nanocell News. 2014 02/20/2014;1(7). Epub 02/20/2014.
  5. Medeiros RVB, Resende RR. VOCÊ MERECE UM TREINO PERSONALIZADO! Treinamentos intervalados de “Sprint” podem beneficiar mais os homens do que as mulheres. Nanocell News. 2014 08/05/2014;1(15). Epub 08/04/2014.
  6. Gnad T, Scheibler S, von Kugelgen I, Scheele C, Kilic A, Glode A, et al. Adenosine activates brown adipose tissue and recruits beige adipocytes via A receptors. Nature. 2014 Oct 15. PubMed PMID: 25317558. Epub 2014/10/16. Eng.
  7. Santos NA, Bezerra MA. CIRURGIA DO ESTÔMAGO EMAGRECE TAMBÉM POR VIA DE SINALIZAÇÃO CELULAR. Nanocell News. 2014 05/12/2014;1(11). Epub 05/11/2014.
Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>