Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

MACONHA VICIA, SEU VÍCIO PODE SER HERDADO E ESTÁ RELACIONADA COM DIVERSOS TRANSTORNOS PSICOLÓGICOS, ENTRE ELES, A DEPRESSÃO PROFUNDA

MACONHA VICIA, SEU VÍCIO PODE SER HERDADO E ESTÁ RELACIONADA COM DIVERSOS TRANSTORNOS PSICOLÓGICOS, ENTRE ELES, A DEPRESSÃO PROFUNDA

Edição Vol. 3, N. 9, 19 de Abril de 2016

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2016.04.20.003

Há algum tempo, volta e meia, estamos discutindo o tema da maconha. Liberar ou não? É maléfico seu uso para o sistema social ou não? É benéfico para uso de certos pacientes terminais ou sem tratamento ou não? O caso torna-se mais dramático no Brasil quando se há interesses particulares envolvidos, sejam de professores doutores que se interessam em estar presentes na mídia, ou governantes por trás de uma falsa bandeira de liberdade em que presumem a liberdade do uso indiscriminado da maconha como forma de democracia, até aqueles empresários que querem faturar com seu comércio, seja em produtos de uso que não o fumo ou ingestão, seja exatamente esse pelas indústrias farmacêuticas ou traficantes usando o novo conceito de comércio (1) (veja mais em http://www.nanocell.org.br/drogas-o-que-sao-e-o-que-fazem-com-nosso-cerebro-uso-regular-da-maconha-causa-danos-irreparaveis-ao-seu-cerebro/).

Sim, temos pseudocientistas que se colocam como donos da verdade simplesmente para aparecerem na TV. De maneira lamentável o debate em torno da maconha ganha destaque para aqueles se apresentam a favor, dando um solapado na formação e conscientização de crianças e jovens e do público em geral, pela procura de seus 15 minutos de fama. São os propagandistas, falso cientistas. Também há aqueles políticos que se dizem favoráveis para angariar os votos daqueles desesperados a procura de alguma pseudoliberdade, ou um termo mais apropriado, aqueles que são e querem ir contra o sistema, independente de qual este seja, os do contra. Lamentável é pensar que estes votos podem realmente limpar a chacina que ocorre por trás de todo esse debate. E aqueles outros que querem fazer fortuna com o cânhamo e seus usos, e com os subprodutos da maconha. Neste ponto temos desde roupas, móveis até shampoos e cremes. Um uso que pode vir até a ser bom para a economia. Será? Exemplos temos em países do primeiro mundo que este crime, também não compensa (1-4) (Veja referências e texto http://www.nanocell.org.br/drogas-o-que-sao-e-o-que-fazem-com-nosso-cerebro-uso-regular-da-maconha-causa-danos-irreparaveis-ao-seu-cerebro/). E quanto aqueles que vendem a maconha como entorpecentes? Traficante, por acaso, vende somente maconha? Se for, esse abrirá falência rapidinho. Todos sabemos que a maconha é apenas a porta de entrada para o vício e outras drogas mais fortes, assim como para o crime. Então se liberar não haverá mais traficante, roubos, outras drogas, ou crimes? Piada né… só se faz cego quem quer. É como passar anos roubando o Brasil, todo mundo vendo e os gatos pingados que roubam ou aqueles que querem tirar vantagem nisso é que dizem que não há roubo… Estamos cheios disso aqui, se é que me entendem pela lavandaria turbinada que está varrendo alguns desses corruptos. Ah, mas há aquelas indústrias farmacêuticas que querem vender os princípios ativos da maconha. Aqui, a ciência também tem dados que demonstra que alguns princípios ativos, como o canabidiol, têm vários efeitos benéficos para ALGUNS pacientes. Há uma grande diferença de uma criança que tem Síndrome de Rett ou Síndrome de Dravet, que causam convulsões graves (5, 6), daqueles marmanjos que querem a maconha para “abrir a mente”…  Casos em que há o uso real e profilático para tratar doenças que não há outro meio são reais e passíveis do uso dos medicamentos. Volto a frisar, medicamentos, e não meio de se ficar “doidão”, que acaba por levar seu usuário, e é o uso de um simples cigarrinho de maconha por semana, que o próprio princípio ativo na forma em que é encontrado na planta, causa psicose e transtornos mentais irreversíveis (7, 8). Vai ver que é por isso que tem gente acreditando na inocência de tais doutores, deputados, ex-presidentes, traficantes… brincadeira, só para descontrair mesmo… com um pontinho de verdade? Risos.

MACONHA FAZ MAL E AINDA CAUSA DEPRESSÃO PROFUNDA

E o que esse novo estudo em que se fez o sequenciamento de todo o genoma de 14 mil pessoas e analisou o uso da maconha com a depressão nos revela (Figura 1)?

Screen Shot 2016-04-20 at 10.09.48 AM

Figura 1: Um estudo publicado em uma das mais conceituadas revistas de medicina psiquiátrica, JAMA Psychiatry, apresenta que a análise de todo o genoma de mais de 14.000 indivíduos identificou várias variantes genéticas que aumentam o risco da dependência de Cannabis, a famigerada maconha! A análise também sugere que o risco genético para a dependência da maconha está associada com um risco mais elevado de herdar a depressão profunda.

O estudo foi o primeiro a identificar variantes que aumentam significativamente o risco para a dependência de Cannabis, maconha. Isso quer dizer que aquele papo de que maconha não vicia é realmente uma balela! Vicia e causa vários transtornos psicológicos (7, 8). Foi com base no conhecimento de que, como o alcoolismo e outros vícios, o risco de dependência de cannabis pode ser herdado. Os pesquisadores se perguntaram se aqueles com algumas formas de doença mental podem também estar em maior risco de dependência de cannabis, como são para a dependência de outras substâncias ilícitas, como o álcool (9).

Os pesquisadores ficaram surpresos ao encontrar uma sobreposição de risco genético entre dependência de cannabis e depressão profunda, disse o Prof. Dr. Joel Gelernter, professor da Foundations Fund Professor of Psychiatry e líder deste estudo.

O Dr. Gelernter disse que as descobertas também podem explicar por que pessoas com esquizofrenia são frequentemente diagnosticadas com dependência em cannabis (9).

As análises compararam as variações nos genomas de indivíduos que preencheram os critérios médicos para dependência de cannabis com os dos usuários de maconha que mostraram pouco ou nenhum sinal de dependência. Algumas das variantes genéticas que predisseram dependência estão relacionadas com a regulação dos níveis de cálcio celular auxiliando na queima de neurônios e no desenvolvimento do sistema nervoso central (9). Isso significa que, a maconha queima os neurônios, reduzindo o QI e causando transtornos psiquiátricos irreversíveis, através da ativação de cálcio naquelas células. E todos sabemos que os neurônios quando morrem não há volta.

Esse estudo quebra o paradigma de que a maconha não faz mal. Ele demonstra que além de deixar o usuário (um cigarrinho por semana) mais burro, o predispõe para que seus filhos também sejam viciados em maconha, assim como acontece para os filhos de viciados em álcool, os alcoolistas, que não podem beber já que tem maiores chances de se viciarem no álcool.

Referências

1.Resende RR. DROGAS: o que são e o que fazem com nosso cérebro? USO REGULAR DA MACONHA CAUSA DANOS IRREPARÁVEIS AO SEU CÉREBRO. Nanocell News. 2014;1(16).

2.Johnston LD OMP, Bachman JG, Schulenberg JE. MONITORING THE FUTURE: NATIONAL SURVEY RESULTS ON DRUG USE 1975–2012: The University of Michigan – Institute for Social Research 2013. 434 p. 8.

3.Meier MH, Caspi A, Ambler A, Harrington H, Houts R, Keefe RS, et al. Persistent cannabis users show neuropsychological decline from childhood to midlife. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 2012;109(40):E2657-64.

4.Friese B, Grube JW. Legalization of medical marijuana and marijuana use among youths. Drugs. 2013;20(1):33-9.

5.Crippa JA, Zuardi AW, Garrido GE, Wichert-Ana L, Guarnieri R, Ferrari L, et al. Effects of cannabidiol (CBD) on regional cerebral blood flow. Neuropsychopharmacology : official

 publication of the American College of Neuropsychopharmacology. 2004;29(2):417-26.

6.Porter BE, Jacobson C. Report of a parent survey of cannabidiol-enriched cannabis use in pediatric treatment-resistant epilepsy. Epilepsy & behavior : E&B. 2013;29(3):574-7.

7.D’Souza DC, Perry E, MacDougall L, Ammerman Y, Cooper T, Wu YT, et al. The psychotomimetic effects of intravenous delta-9-tetrahydrocannabinol in healthy individuals: implications for psychosis. Neuropsychopharmacology : official publication of the American College of Neuropsychopharmacology. 2004;29(8):1558-72.

8.Di Forti M, Sallis H, Allegri F, Trotta A, Ferraro L, Stilo SA, et al. Daily use, especially of high-potency cannabis, drives the earlier onset of psychosis in cannabis users. Schizophrenia bulletin. 2014;40(6):1509-17.

9.Sherva R, Wang Q, Kranzler H, Zhao H, Koesterer R, Herman A, et al. Genome-wide Association Study of Cannabis Dependence Severity, Novel Risk Variants, and Shared Genetic Risks. JAMA psychiatry. 2016.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>