web analytics
imagem autismo

Raphaela Almeida Chiareli1, Ricardo Cambraia Parreira1

1Laboratório de Neurofarmacologia e Neuroquímica, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Goiás – UFG, Goiânia, GO, Brasil

Edição Vol. 6, N. 11, 18 de Novembro de 2019

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um distúrbio complexo com diferentes causas que possui uma gravidade clínica significante. É caracterizado por dificuldade de interação social e de comunicação, os indivíduos podem apresentar comportamento repetitivo, interesses restritos e hipersensibilidade sensorial, assim como déficit cognitivo e alterações no desenvolvimento da linguagem.

imagem autismo

Figura 1. Transtorno do Espectro Autista (TEA) Fonte: https://www.rets.org.br/?q=node/2155

Fatores ambientais, tais como exposição a substâncias tóxicas, podem contribuir para o desenvolvimento do TEA. Estudos clínicos de metalômica (estudos dos metais no organismo) são comprovadamente úteis para investigar possíveis associações entre os fatores ambientais e o TEA.

Um estudo feito na Itália, na Universidade da Catania, teve como objetivo compreender possíveis associações entre os níveis de metais e elementos essenciais no cabelo com algumas características específicas do TEA medidas pelo Programa de Observação do Diagnóstico do Autismo, que representa o instrumento padrão ouro para confirmar o diagnóstico de TEA. A deficiência mineral essencial e a carga tóxica de metais no corpo humano analisada em cabelos é um procedimento não invasivo e viável para grandes estudos amostrais, mesmo na infância. O estudo analisou um grande número de metais e elementos essenciais em amostras de cabelo de crianças com TEA. Os participantes foram divididos de acordo com a gravidade dos sintomas do autismo e os níveis cognitivos para entender a possível associação entre a quantidade de metais e de elementos essenciais no cabelo com as características clínicas individuais.

Para a realização do estudo foram selecionados 48 indivíduos com TEA (70,8% do sexo masculino), com idades entre 2 e 17 anos. Foram quantificados os seguintes metais no cabelo: lítio, berílio, alumínio, níquel, cádmio, mercúrio, molibdênio, arsênio, urânio, chumbo e oligoelementos essenciais como: cromo, cobalto, manganês, zinco, cobre e selênio. Esses elementos foram quantificados no cabelo através de espectrometria de massa. Os participantes foram caracterizados de acordo com a gravidade dos sintomas do autismo e níveis cognitivos.

Foi encontrado que quanto maior a quantidade de chumbo, alumínio, arsênico e cádmio no cabelo, maior é gravidade dos sintomas de TEA (déficits de comunicação social e comportamento). Já o nível de zinco no cabelo foi inversamente relacionado com a idade, e quanto menor o seu nível, maior é a gravidade dos sintomas do TEA. Quanto maior os níveis de chumbo, molibdênio e manganês no cabelo, menor a gravidade dos sintomas relacionados com os níveis cognitivos e de inteligência em indivíduos com TEA.

Como um todo, o estudo fortemente sugere a importância de combinar metalômica clínica com a sintomatologia de pacientes com TEA para identificar possíveis fatores de risco em nível individual, possivelmente no início do período de desenvolvimento do TEA.

REFERÊNCIA

Fiore, M., Barone, R., Copat, C., Grasso, A., Cristaldi, A., Rizzo, R., & Ferrante, M. (2019). Metal and essential element levels in hair and association with autism severity. Journal of Trace Elements in Medicine and Biology, 126409. doi:10.1016/j.jtemb.2019.126409 .

admin_cms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Anuncie
Seja um parceiro do Nanocell News. Saiba como aqui.

Inscrição Newsletter

Deseja receber notícias de divulgação científica em seu e-mail?

Aqui você irá encontrar as últimas novidades da ciência com linguagem para o público leigo. É a divulgação científica para os brasileiros! O cadastro é gratuito!

Alô, Escolas!

Alô, Escolas! é um espaço destinado ao diálogo com as escolas, públicas e privadas, seus professores e alunos de todas as áreas (humanas, exatas ou ciências) do ensino médio e superior. A seção Desperte o cientista em você traz notícias, dicas de atividades e experimentos para uso em sala. Aqui você encontra também informações sobre a coleção de livros publicados pelo NANOCELL NEWS sobre ciências e saúde, e sobre o Programa Instituto Nanocell de Apoio à Educação.

Edições Anteriores

Curta a nossa página

css.php