web analytics

Daniel Mendes Filho1, Ricardo Cambraia Parreira2

1 Departamento de Fisiologia; Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, universidade de São Paulo (FMRP-USP)

2 Professor do Curso de Medicina do Centro Universitário de Mineiros, Campus Trindade-GO, Brasil

Edição Vol. 8, N. 8, 06 de Agosto de 2021

Fonte: dianakuehn30010 e Gerd Altmann, por Pixabay.

Apesar dos esforços de milhares de cientistas mundo afora, ainda há muito o que se descobrir sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2) e a virose COVID-19, a qual já tirou a vida de mais de meio milhão de pessoas só no Brasil. De fato, há muitos pacientes recuperados que tiveram sintomas da doença (sintomáticos), assim como aqueles que não apresentaram nenhum dos sintomas (assintomáticos). Mas você sabia que entre esses “recuperados” uma boa parte fica com sequelas permanentes? As mais comuns relatadas são: fadiga crônica; dores musculares e articulares; perda total de olfato e/ou paladar; ansiedade/depressão; insônia; dores de cabeça; problemas renais e cardiovasculares (1; 2).

Todo esse dano se deve à capacidade do coronavírus de infectar órgãos e sistemas diversos, inclusive intestinos (saiba mais em: https://www.nanocell.org.br/sistema-nervoso-enterico-qual-a-relacao-com-a-covid-19/); cérebro (https://www.nanocell.org.br/novo-coronavirus-pode-infectar-o-cerebro/), olhos (https://www.nanocell.org.br/de-olho-no-coronavirus-lesoes-retinianas-em-pacientes-com-covid-19/) e sistema reprodutor. Sim, você não leu errado! Pesquisadores já detectaram o novo coronavírus no esperma, nos testículos e em fluidos vaginais. Apesar de não ser capaz de se propagar como uma infecção sexualmente transmissível (IST), o SARS-CoV-2 pode reduzir a fertilidade masculina ou até mesmo levar à infertilidade. Essa sequela se deve a alterações hormonais (redução dos níveis de testosterona); redução na quantidade, sobrevida e motilidade dos espermatozoides e inflamação nos testículos, o que pode levar à perda de função (3).

Desse modo, evidências científicas demonstram que a COVID-19, mesmo entre os “recuperados” e assintomáticos, pode ser devastadora. As sequelas, até então observadas, causam prejuízo à qualidade de vida das pessoas, além da sua autonomia e independência. Não obstante, o SARS-CoV-2 ainda pode inviabilizar a opção das pessoas de terem filhos – gerando sofrimento psicológico para muitos casais.

REFERÊNCIAS

1 – Jennifer K. Logue, BS et al. Sequelae in Adults at 6 Months After COVID-19 Infection. JAMA Netw Open. 2021;4(2):e210830. doi:10.1001/jamanetworkopen.2021.0830.

2 – Ani Nalbandian et al. Post-acute COVID-19 syndrome. Nature Medicine volume 27, pages601–615 (2021).

3 – Ilan Tur-Kaspa et al. COVID-19 may affect male fertility but is not sexually transmitted: a systematic review. F S Ver 2021 Apr;2(2):140-149. doi: 10.1016/j.xfnr.2021.01.002. Epub 2021 Feb 3.

admin_cms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Anuncie
Seja um parceiro do Nanocell News. Saiba como aqui.

Inscrição Newsletter

Deseja receber notícias de divulgação científica em seu e-mail?

Aqui você irá encontrar as últimas novidades da ciência com linguagem para o público leigo. É a divulgação científica para os brasileiros! O cadastro é gratuito!

Alô, Escolas!

Alô, Escolas! é um espaço destinado ao diálogo com as escolas, públicas e privadas, seus professores e alunos de todas as áreas (humanas, exatas ou ciências) do ensino médio e superior. A seção Desperte o cientista em você traz notícias, dicas de atividades e experimentos para uso em sala. Aqui você encontra também informações sobre a coleção de livros publicados pelo NANOCELL NEWS sobre ciências e saúde, e sobre o Programa Instituto Nanocell de Apoio à Educação.

Edições Anteriores

Curta a nossa página

css.php