Ciência é INVESTIMENTO! Vamos tornar o Brasil em uma Nação rica e forte!

CONSUMO DE MACONHA ESTÁ ASSOCIADO AO AUMENTO DO COMPORTAMENTO VIOLENTO EM JOVENS

CONSUMO DE MACONHA ESTÁ ASSOCIADO AO AUMENTO DO COMPORTAMENTO VIOLENTO EM JOVENS

Edição Vol. 5, N. 02, 18 de Novembro de 2017

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2017.11.18.006

Maconha não vicia… maconha faz bem… maconha é da paz… caíram por terra todas essas rips que os maconheiros não cansam de blasfemar! Maconha vicia e torna o jovem violento!

maconha 

Figura 1: Os usuários que relataram em cada visita de seguimento, aquela em que é acompanhado por um psiquiatra e em consultas contínuas, que continuaram a fumar maconha apresentaram risco aumentado (+144%) de comportamento violento. Imagem: Shutterstock.

A associação entre uso persistente de maconha e violência é mais forte do que a associada ao álcool ou à cocaína.

O Estudo realizado por pesquisadores do Instituto de saúde mental de Montreal demonstra que o consumo sustentado de maconha está associado ao aumento do comportamento violento em jovens após a alta de um hospital psiquiátrico.

A pesquisa do Dr. Alexandre Dumais (MD, PhD, FRCPC, psiquiatra do Instituto Philippe Pinel) e o Dr. Stéphane Potvin (PhD, professor da Universidade de Montreal), que estudaram 1.136 pacientes (de 18 a 40 anos) com doenças mentais que tiveram 5 consultas durante o ano após a alta, levaram em conta o uso de substâncias e o início do comportamento violento.

Pesquisas anteriores já mostraram que um usuário com transtorno de uso da maconha está associado a comportamentos violentos. De acordo com este novo estudo publicado em Frontiers in Psychiatry, os usuários que relataram em cada consulta de acompanhamento que continuaram a fumar maconha apresentaram risco aumentado (+144%) de comportamento violento.

Estes resultados também confirmam o papel prejudicial do uso crônico de maconha em pacientes com doença mental. De acordo com o pesquisador principal professor Dr. Alexandre Dumais (MD, PhD, FRCPC): “uma característica interessante de nossos resultados é que a associação entre uso persistente de maconha e violência é mais forte do que a associada ao álcool ou à cocaína”.

INDICADOR PARA ACOMPANHAMENTO EXTERNO

O uso persistente de maconha deve, portanto, ser considerado como um indicador do comportamento violento futuro em pacientes que deixam um hospital psiquiátrico para acompanhamento em ambulatório, embora o pesquisador aponte que esse comportamento tende a desaparecer com o tempo.

Esta diminuição pode ser explicada pela melhor adesão ao tratamento (o paciente se torna mais envolvido no tratamento ao longo do tempo, sem o uso da maconha) e por um melhor apoio de seus parentes. Embora observemos que o comportamento violento tende a diminuir durante os períodos de seguimento, a associação permaneceu estatisticamente significante. Isto significa que o uso da maconha causa mal e o deixa violento, então, PARE de fumar maconha.

Os resultados da pesquisa também sugerem que não há relação recíproca, ou seja, o uso de maconha resultou em um comportamento violento futuro e não o contrário (por exemplo, uma pessoa violenta deveria usar maconha após um episódio de comportamento violento para reduzir a tensão. Isto simplesmente não funciona!) como foi sugerido por estudos anteriores.

OS EFEITOS DA MACONHA NO CÉREBRO

Um estudo de neuroimagem em meta-análises recente demonstrou que os usuários crônicos de maconha têm déficits no córtex pré-frontal, uma parte do cérebro que inibe o comportamento impulsivo.

Estes resultados são importantes porque oferecem informações adicionais aos jovens adultos, que podem avaliar os riscos da maconha antes de decidir se devem ou não usá-la. Na verdade, no Brasil foi demonstrado que os jovens adultos não têm essa capacidade de decisão. Isto quer dizer que eles não sabem se faz mal ou não e se devem a usar, mesmo com estas informações. Então, resumimos para eles, NÃO USEM MACONHA. ELA FAZ MAL. CAUSA COMPORTAMENTOS VIOLENTOS COM O TEMPO. REDUZ SUA CAPACIDADE DE PENSAMENTO E VICIA! Eles também servirão como uma ferramenta para desenvolver estratégias para prevenir o risco de violência associada à maconha, uma vez que esses riscos têm consequências importantes, tanto sociais quanto para a saúde dos jovens adultos e para a sociedade em geral (1).

É a ciência demonstrando a falácia da liberalização da maconha. Invista em ciências!

Referência 

1.Dugre JR, Dellazizzo L, Giguere CE, Potvin S, Dumais A. Persistency of Cannabis Use Predicts Violence following Acute Psychiatric Discharge. Frontiers in psychiatry. 2017;8:176.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>