Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

CIRURGIA DO ESTÔMAGO EMAGRECE TAMBÉM POR VIA DE SINALIZAÇÃO CELULAR

CIRURGIA DO ESTÔMAGO EMAGRECE TAMBÉM POR VIA DE SINALIZAÇÃO CELULAR

NatháliaAlves dos Santosa, Marcos Alexandre Bezerrab

aFaculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de SãoPaulo/USP

bFaculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de SãoPaulo/USP

Vol. 1, N. 11, 13 de Maio de 2014
DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2014.05.12.002

A obesidade representa um dos principais problemas de saúde enfrentado pela grande maioria da população mundial, incomodando não apenas pelo desconforto que os quilinhos a mais podem trazer ao corpo, mas principalmente por causa das doenças associadas a esta co-morbidade (que aumenta os riscos de mortalidade). Este problema está associado não só aos fatores ambientais, tais como má alimentação e falta de atividade física, como também a predisposição genética do individuo.

De acordo com dados do IBGE o Brasil está se tornando um país cada vez mais obeso, de modo que 50% da população brasileira encontra-se acima do peso. De ante dessa situação e frente ao avanço tecnológico, a cirurgia bariátrica também conhecida como cirurgia de redução de estômago tem gerado grande repercussão na sociedade, representando um aumento de 275% em apenas 7 anos segundo dados da sociedade brasileira de cirurgia bariátrica (1).

Um estudo recente desenvolvido no departamento de medicina, divisão de endocrinologia, diabetes e metabolismo, da Universidade de Cincinnati, nos Estados Unidos, publicado por Rayn e colaboradores forneceu evidências de que mudanças na fisiologia do intestino e vias de sinalização envolvendo a ativação de receptores acoplados à proteína G é o que impulsiona a perda de peso e melhorias metabólicas observadas após a cirurgia bariátrica, demonstrando dessa forma que os efeitos metabólicos benéficos proporcionados por este procedimento cirúrgico não são meramente resultantes de restrição mecânica ao tamanho do alimento ingerido e/ou má absorção de macronutrientes (2).

Este estudo mostrou ainda a importância do receptor FXR (farnesoid X receptor, também conhecido como NR1H4) e a circulação de ácidos biliares na luz intestinal, como mecanismos moleculares essenciais para os efeitos benéficos da cirurgia de perda de peso. A redução do estômago em decorrência de uma intervenção cirúrgica (Figura 1) contribui para o aumento dos ácidos biliares que se ligam ao receptor FXR, alterando consequentemente a microbiota intestinal e levando a mudanças corporais do indivíduo por meio de mecanismos moleculares ainda desconhecidos (3). Já se sabe que a microbiota intestinal de pessoas magras, quando se tornam parte de pessoas gordas, estas emagrecem (veja mais em http://nanocell.org.br/bacterias-do-intestino-de-seres-humanos-magros-podem-emagrecer-camundongos/).

 cirurgia_estomago

Figura 1: Representação esquemática de uma cirurgia de redução de estômago mostrando a excisão e remoção desta estrutura e manutenção da alça gástrica. Como resultado desta cirurgia ocorre na luz intestinal um aumento na concentração de ácidos biliares, os quais se ligam ao receptor FXR, alterando dessa forma a microbiota intestinal. (Modificado de (4)).

cirurgia_estomago2

Os resultados obtidos por Ryan e colaboradores fornecem uma nova compreensão aos mecanismos que estão por trás da cirurgia bariátrica e sugerem novos alvos para o desenvolvimento de métodos menos invasivos e realizações de intervenções terapêuticas. Porém, temos que levar em conta que a cirurgia bariátrica não representa uma cura para o problema da obesidade, pois o indivíduo que opta por realizá-la deve adotar medidas de mudança no estilo de vida e um acompanhamento clínico pelo resto da vida ou por alguns anos até adaptar-se a sua nova rotina de vida.

Referencias bibliográficas:

1. Sociedade brasileira de cirurgia bariátrica. Disponível em:http://www.sbcb.org.br/

Acesso: 06/05/2014.

2. Kuipers F, Groen AK. FXR: the key to benefits in bariatric surgery? Nature Medicine. 2014; 20: 337-338.

3. Ryan KK, Tremaroli V, Clemmensen C, Kovatcheva-Datchary P, Myronovych A, Karns R et al.FXR is a molecular target for the effects of vertical sleeve gastrectomy. Nature. 2014; doi:10.1038/nature13135.

4. Wood NJ. Beneficial effects of bariatic surgery are mediated by FXR sinalling. Nature Reviews. Gastroenterology and & Hepatology. doi: 10.1038, 2014.

Print Friendly
  • CIRURGIA DO ESTÔMAGO EMAGRECE TAMBÉM POR VIA DE SINALIZAÇÃO CELULAR
  • 2
  1. ISRAEL EDUARDO DE CARVALHO disse:

    preciso fazer com urgencia a cirugia de BARIÁTICA

    05/julho/2015 ás 10:41
  2. ISRAEL EDUARDO DE CARVALHO disse:

    gostaria e preciso com urgencia deste tratamento

    05/julho/2015 ás 10:42

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>