Ciência é INVESTIMENTO! Vamos transformar o Brasil em uma Nação rica e forte!

CARTAS À DIRETORIA

CARTAS À DIRETORIA

Flávio Carvalho

Edição Vol. 3, N. 3, 24 de Novembro de 2015

DOI: http://dx.doi.org/10.15729/nanocellnews.2015.11.24.006

À

Diretoria da Superintendência REGIONAL IV.

Prezado Diretor,

Ciente da abertura de nova vaga na gerência do Setor de Logística, em virtude da promoção do antigo gerente Luiz Carlos à diretoria da recém-aberta Superintendência Regional VIII, venho apresentar a minha intenção de preencher o referido posto em nossa Superintendência. Acredito possuir experiência e conhecimentos suficientes para conduzir o setor e contribuir para o crescimento da empresa.

Com a intenção de substanciar meu pedido, deixo anexado a esta carta meu currículo para análise, assim como os relatórios dos meus resultados nos últimos semestres e as avaliações de desempenho recebidas desde que cheguei à Companhia.

Sem mais para o momento,

Respeitosamente

_____________________________

Assistente de Logística

Assunto: Agradecimentos

Remetente: assistentelogisticasuperiv@megacorprefinarias.com.br

Enviada em: ter 24/11/2015 13:15

Para: diretoriasuperiv@megacorprefinarias.com.br

Senhor Diretor,

Agradeço pela extensa e certamente minuciosa análise da proposta e dos anexos. Desde que li a nota de resposta deixada sobre o meu teclado, coloquei-me a pensar sobre a mesma, buscando o motivo de a diretoria considerar que não possuo o perfil adequado ao cargo. Após alguma reflexão, acredito que já tenha encontrado algumas possíveis razões e, se me permite tomar um pouco do seu já escasso tempo, gostaria de fazer uma breve exposição das mesmas.

Inicialmente, procurei pensar no que me fazia diferente do Luiz Carlos. Segui por esse caminho porque imagino que ele sim era um sujeito bem adequado ao cargo, já que o manteve por vários anos e acabou premiado com a oportunidade de avançar na carreira.

Foi assim que busquei as memórias que possuía do colega, mas não consegui me recordar de nada além da cor cinza do seu paletó. Esquisito, não é mesmo? Nem tanto. Coloquei-me então a tentar entender o motivo de só possuir essa lembrança, mas a resposta era daquelas que de tão óbvias não podemos perceber inicialmente: seu paletó cinza era tudo que eu encontrava quando ia até a sua mesa.

Satisfeito com a resposta, pensei em também observar os demais colegas que ocupam posições equivalentes à que busco, já que certamente eles também devem possuir o perfil adequado. Já adianto que encontrei ainda maiores diferenças entre o meu perfil e o apresentado pelos gerentes. Novamente, quero evitar tomar muito tempo da nossa diretoria, então tentarei ser breve neste relato.

Infelizmente não possuo a capacidade de evitar erros de nosso Gerente de Finanças. Seu trabalho é sempre perfeito, mas lamento não conseguir usar dos mesmos métodos em minhas funções, pois não possuo as mesmas capacidades de delegação. Penso que não seria capaz de empurrar todas as minhas atribuições aos meus assistentes e nem de convenientemente esquecer de que não é moral (na verdade, já me disseram que não é nem sequer legal) delegar a responsabilidade sobre as minhas atribuições. Falha minha, eu entendo.

Também não consigo ter a vitalidade e disposição de nossa Gerente de Assuntos Jurídicos. Como ela consegue manejar a constante pressão da função enquanto tem que atender a tantas ligações e a tantos pequenos problemas que tomam seu tempo? Como alguém consegue se dedicar ao seu trabalho com tanto afinco, mesmo com tantos problemas graves para resolver fora do escritório? Jamais seria capaz de lidar com o falecimento de tantos avós, com tantos problemas dos filhos na escola e, principalmente, com os graves problemas de saúde que a levam ao dermatologista, ao dentista, à nutricionista e à manicure em tantas de nossas tardes de trabalho. Sei que é raro encontrar pessoas com tamanha força de vontade e me espelho nela para continuar crescendo pessoalmente.

Ainda com nossos gerentes em mente, penso que não teria a paciência e calma do nosso Gerente de Serviços Terceirizados, que parece inabalável frente às pressões de tempo para chegar ao escritório no horário pela manhã. Considero ainda louvável a resistência física de nossa Gerente de Vendas, capaz de subir e descer as escadas até o terraço por vinte ou trinta vezes durante o expediente para atender ao chamado dos seus cigarros.

Também almejo alcançar a conveniência de nosso Gerente de Recursos Renováveis, que parece sempre estar ao alcance da diretoria quando esta precisa. Isto é, desde que ele seja procurado na cozinha, é claro. E como não citar a alegria de nossa Gerente de Negócios Internacionais, uma senhora tão amável e disponível, não é mesmo? Mesmo estando irritada com nossos clientes e aos berros com seus assistentes, ela ainda é capaz de se mostrar solícita e sorridente aos nossos Diretores. Um exemplo de sinceridade!

Por último, em minha última avaliação de desempenho, foi pedido a mim que interagisse mais com os colegas. Sou uma pessoa reservada, mas por perceber a necessidade de me adequar às demandas da Companhia, decidi que deveria me esforçar mais nesse sentido. E, de fato, obtive enormes benefícios com essa mudança. Mesmo possuindo algumas dificuldades em juntar-me a uma turma nova, passar a almoçar com a Rosa do Departamento de Perfurações e com o Jacques do Departamento de Compras fez com que eu agregasse novos conhecimentos úteis ao meu trabalho e me aproximasse do restante da empresa.

Aprendi a real importância da máquina de café no escritório e como ela é capaz de facilitar negociações. Dizem até que a Renatinha da Contabilidade acabou por receber a sua promoção pelas relações estreitadas ali, mas talvez isso seja um pouco de exagero. Também acho melhor não acreditar nesse tipo de fofoca. Afinal, se nelas eu acreditasse, provavelmente teria sido convencido de que o divórcio do senhor estaria relacionado a tal promoção. Infelizmente, a minha dificuldade em crer em informações assim acaba me afastando ainda mais dos colegas, o que reconheço ser apenas mais uma das minhas inadequações.

Feitas essas considerações, fica evidente o acerto da diretoria ao apontar a inadequação do meu perfil à posição. Mais uma vez agradeço a consideração da análise do pedido e a presteza da resposta.

Respeitosamente,

Assistente de Logística

Assunto: Re: Desligamento

Remetente: assessorialogisticasuperiv@megacorprefinarias.com.br

Enviada em: ter 24/11/2015 14:42

Para: diretoriasuperiv@megacorprefinarias.com.br

CC: gerenciarhsuperiv@megacorprefinarias.com.br

Prezado,

Não se preocupe, já agrupei meus pertences e levarei os documentos para desligamento à Gerente de Recursos Humanos assim que ela sair do banheiro. Ela já está lá há quase quarenta minutos, logo, deve terminar seu cochilo a qualquer momento.

Print Friendly
  • CARTAS À DIRETORIA
  • 4
  1. Flávio.
    Não fosse sua juventude eu juraria que você trabalhou no serviço
    público onde trabalhei. Eu só não pediria uma promoção porque a turma que
    fazia plantão na sala de espera do Diretor me daria tempo.

    17/dezembro/2015 ás 18:07
  2. Geraldo Amarildo disse:

    Muito bom. Parabéns.

    23/dezembro/2015 ás 22:14
  3. Ariana disse:

    Excelente!

    24/dezembro/2015 ás 10:03
  4. Rodrigo Resende disse:

    A cara do setor público brasileiro… Ainda mais nesse período petisnegro…

    13/janeiro/2016 ás 19:08

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>